2 de fev de 2011

A Outra

Ela era a outra, e se sentiu invisível naquela sala de estar onde estava seu amante e a esposa dele, abraçados enquanto perdoavam um ao outro... Enquanto isso, ela foi se escoando para a porta, querendo sumir o mais rápido possível e ao mesmo tempo querendo estar no lugar da esposa, mas não seria possível. Então ela abriu a porta, que pareceu chorar quando foi aberta, um barulho agudo e esmorecido... Foi sua deixa.

Nenhum comentário: